Mais gestão e menos operação na Loja de Material de Construção

O segmento de material de construção viveu um efeito “matrix” durante todo o primeiro ciclo da mais grave crise econômica do Brasil: 2015-2016, ou seja, enquanto todos amargavam perdas de vendas, o setor vivia um “mundo virtual”

Foi somente no final do segundo ano de crise que as lojas desse segmento começaram a sentir os efeitos: redução de vendas, acirramento da concorrência predatória de preços, perda de margens e enfim, faltou dinheiro para pagar as contas.

Claro que tudo isso gerou um cenário de adversidade, mas também um alerta, indicando a quase inexistência de gestão da maioria das lojas de material de construção.

Boa parte de seus gestores estão sempre envolvidos nas atividades operacionais, tais como entregas, compras, venda balcão.

Esse excesso de trabalho operacional distancia o empresário da única e real ferramenta de gerar resultados: a gestão da loja.

Olhando para esse cenário, iniciei novo ciclo de palestras nesse inicio de 2017, abordando a gravidade desse tema. Porém, mais do que abordar, já vamos propondo ações práticas que podem ser adotadas para aumentar as vendas, melhorar margens e ajudar o lojista a “pilotar” sua loja.

Aqui nesse post disponibilizo os slides apresentados, porém nada melhor do que assistir a palestra e potencializar todas as ideias expostas. No decorrer do ano inúmeros eventos serão realizados, e você que lê esse artigo, poderá ser mais um a participar desses seminários que são gratuitos.

Veja o material de palestra e dicas para organizar grupos e subgrupos de sua loja:

Mais Gestão e Menos Operação no Material de Construção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =