Dez dicas para fazer seu negócio crescer em tempos de crise

Em tempos de vacas magras, é preciso que as empresas repensem estratégias para desenvolver meios de superar as altas taxas de inflação do governo, as variáveis de juros bancários e os momentos de estagnação de investimentos, sem precisar agir por impulso e fechar suas portas ao mercado nacional.

Momentos de incertezas exige que o empresário desenvolva um olhar crítico sobre o seu negócio e tome atitudes que garantam a sua sobrevivência no mercado. Além de buscar capacitação formal e ampliar o seu conhecimento na sua área de atuação, o empreendedor pode adotar algumas práticas que vão ajuda-lo no crescimento do seu negócio.

Confira a seguir 10 dicas preparadas para ajudar novos e antigos empresários a manterem seus negócios de pé em meio à crises.

  1. Revise seu mix de produtos regularmente. Menos sempre pode ser mais. As empresas tendem a ampliar demais o portfólio de produtos na ânsia de vender mais e cobrir as suas deficiências. Isso faz perder o foco, e as energias se dispersam perdendo resultado.
  2. Se sua empresa somente presta serviços, também é fundamental estabelecer uma especialização e um foco. Concentre-se na atividade que lhe dá mais resultado, e na qual você deverá ser referência como especialista.
  3. Desenvolva novos canais de venda, num esforço combinado. Com o universo de tecnologias e meios disponíveis você deverá trabalhar com múltiplos canais que operem em conjunto, tais como telemarketing, redes sociais e visita pessoal. Todos sincronizados e com linguagem comum.
  4. Estabeleça métricas de seu negócio de forma mais aprofundada. Mais do que medir faturamento mensal, cumprimento de metas, sua empresa precisa de indicadores que detalhem a qualidade dos esforços. Um bom exemplo é o PA, ou itens por atendimento numa venda varejo.
  5. Construa uma cultura real na sua empresa. Mais do que escrever uma declaração de missão, visão e valores é fundamental que você realmente faça isso ser verdade. A cultura bem construída será percebida por seus clientes e avaliada pelos seus prospects.
  6. Capacite mais a sua equipe. Além de treinamento em cursos ou palestras, sua equipe precisa de feedback e contato constante, especialmente as equipes mais jovens. Esteja próximo deles, de forma que percebam que você está tanto avaliando-os como também ajudando no seu desenvolvimento.
  7. Não faça promoções o tempo todo. No geral acreditamos que promoções aumentam a venda, porém elas também reduzem os resultados. Assim, o segredo é ter promoções muito eventuais, com real efeito de atração. Isso não deveria acontecer mais do que duas a três vezes no ano.
  8. A estratégia fundamental de atração de novos clientes está baseada na confiança, na indicação. Há dois caminhos possíveis para isso. Um é você utilizar os influenciadores (blogueiros, profissionais conhecidos e especializados na área), e outro é você ter uma rede de networking muito densa e consistente.
  9. Faça uma reunião mensal de avaliação de resultados. Com todos indicadores apontados junto com uma DRE (Demonstrativo de Resultado), defina as medidas de corte de custos e investimentos. Faça a reunião com sócios, mas comece a envolver também as pessoas chave da organização. Compartilhe a informação e comprometa todos com resultados.
  10. Converta sempre dados mensais em informação anualizada. Isso fará você perceber uma receita ou despesa de forma mais enfática. Uma economia de 1.000,00 no mês pode parecer pouco, mas no ano são 12.000,00. No seu resultado isso faz uma grande diferença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.